Home / Estudos / College / Escolher agência de intercâmbio com destino Canadá

Escolher agência de intercâmbio com destino Canadá

A escolha da agência de viagens é um dos primeiros passos na hora de fazer um curso de intercâmbio ou estágio no Canadá, ou mesmo em outro destino.

Dentro do nosso planejamento de viver no Canadá, estudando e trabalhando, fomos buscar informações sobre o processo que envolve curso de intercâmbio e viagem internacional em agências no mercado.

Aí você pergunta – “Qual seria o critério na escolha da agência?”. É uma pergunta difícil. Acredito algo que pode fazer a diferença é ter a indicação de amigos e/ou parentes que já tenham feito intercâmbio ou que você consulte órgãos de defesa do consumidor a fim de verificar a idoneidade da agência.

Agências de intercâmbio

A agência que fiz meu intercâmbio em 2007 era especializada em Canadá, mas parece que fechou. Ficava ali na Pamplona, em São Paulo. Chamava-se Scala Mundi e era muito boa.

Outra agência que conhecia (não vou citar o nome), recorri porque, além do nome e anos de experiência no mercado, também foi a agência que minha irmã escolheu para fazer intercâmbio nos Estados Unidos nos idos anos de 2003.

Minha irmã fez a viagem para os EUA em Programa de Au Pair e não teve nenhum problema, muito pelo contrário. Após morar 2 anos nos EUA, decidiu ir trabalhar em Londres (Reino Unido) e hoje vive em Praga, na República Tcheca. Hoje vejo que foi uma das melhores escolhas dela. Ter ido morar fora do Brasil.

Com muitas dúvidas na cabeça lá fomos nós ter uma reunião em uma agência de intercâmbio no centro de São Paulo.

Após uma hora e meia de conversa, saímos de lá, mas não 100% satisfeitos.

Fomos bem atendidos, porém algumas dúvidas ficaram no ar, sem resposta, como opções de cursos college ou pós-graduação que atendesse nossos anseios e até mesmo informações mais precisas sobre o custo de vida nas cidades e opções de lugares para viver no Canadá.

Como escolher o destino?

Ainda não temos nada certo. Estamos pensando em ir para Vancouver, mas ainda paira sobre nós algumas dúvidas a respeito da melhor escolha que podemos fazer para o nosso futuro, e a cidade que escolhermos poderá ser fundamental no êxito ou não desta nossa nova empreitada.

Portanto, esperávamos mais de uma agência de intercâmbio. O que sentimos é uma vontade em fazer negócio com a gente, mas sem antes entender melhor o nosso perfil e nossos planos.

Ressalto que este fato não necessariamente significa que a agência é ruim. Penso apenas que não rolou uma conexão entre os nossos anseios e a consultoria da agência. Decidimos então ir em outros escritórios a fim de buscar uma personalização para o nosso programa de intercâmbio.

– Qual cidade escolher para viver no Canadá?

Associação de instituições brasileiras de intercâmbio

Voltamos a pesquisar em blogs de viagens sobre o Canadá, blogs de viagens em geral e agências de intercâmbio, e não me lembro exatamente onde cheguei ao site da Belta (Brazilian Education & Language Travel Association).

A Belta reúne as principais instituições brasileiras que trabalham nas áreas de cursos, estágios e intercâmbio no exterior. A associação de certa forma regula o trabalho realizado pelas agências de intercâmbio.

Segundo informações de um consultor que avaliei muito bem, não há porque uma agência de intercâmbio estudantil, seja para fazer curso de inglês ESL, college, universidade ou outro programa de estudos no exterior, não se associar à Belta. Portanto, se você desconfiar da empresa, confira se ela faz parte da Belta. É uma garantia. Pagar um curso de agência que não é associada (cerca de 10% no mercado) é um risco.

No site da Belta é possível enviar e-mail para todas as agências. Foi o que fizemos. Selecione as opções de curso, idioma, país e veja quais agências associadas oferecem tais cursos. De forma automática, entre em contato com todas as agências de viagens com destino Canadá.

Antes disso, havia mandado e-mail para algumas outras agências, e comecei a receber respostas. Em contato com uma delas gostamos do atendimento e precisão das informações, porém ao consultarmos avaliações da empresa no Reclame Aqui, vimos diversos comentários negativos recentes e desistimos.

Nem todas as agências nos responderam. Algumas demoraram mais. Agendamos, então, consulta em 2 agências diferentes no último sábado. Perdemos a hora conversando com o consultor da primeira agência e não fomos na outra reunião.

Gostamos do consultor. Realmente ele foi bem atencioso, nos fazendo pensar.

Primeiro ele quis saber mais sobre a gente, depois falou bastante, nos dando uma consultoria personalizada. Ao nos abrir um leque de destinos, sugerindo opções de países, bem como outras cidades no Canadá, nos fez refletir.

A consultoria dele nos fez pensar em tirar proveito do fato de eu ter passaporte europeu, expondo sobre a Europa e outros destinos onde também seria possível trabalhar enquanto estuda em curso de inglês (lembrando que o primeiro objetivo é aprimorar o idioma).

O discurso dele é coerente, pois em alguns países como Irlanda, Austrália e Nova Zelândia, é possível trabalhar com visto de estudante de curso ESL.

No Canadá isto já não seria possível, pois só poderíamos trabalhar após um de nós começar a fazer ensino superior. Seriam pelo menos 6 meses sem poder trabalhar.

– Como trabalhar e estudar no Canadá?

– Express Entry: Imigração Canadá (pesa também. será que eu devo passar por isso? quanto tempo posso esperar?)

E agora José?

Saímos de lá com muitas dúvidas, entre as quais de que de repente o Canadá não seria o nosso destino.

Iremos pensar, afinal ainda temos tempo. Só iremos no ano que vem, em 2016. E eu que estava tão empolgado com este blog e todas as pesquisas que tenho feito.

Ainda pesa muitas considerações na escolha, como custo de vida, cotação do dólar canadense e outras moedas, universidades e cursos, mercado de trabalho e ofertas de emprego, etc.

Também pesa o fato de eu já ter amigos no Canadá, canadenses que convivi durante os meses que morei em Victória e Montréal.

– Como adicionar um número internacional do Canadá no WhatsApp?

De qualquer forma continuo pesquisando. A moral da história é que talvez não estivéssemos certos da escolha. Faltou convencer sobre a escolha de Vancouver como destino no Canadá.

Penso que agora, independentemente do lugar, teremos ainda mais certeza da escolha para onde ir. No fundo, acaba até sendo algo irracional.

Escolher um destino para viver vai além de valores de aluguel ou variações do câmbio, mas são valores pessoais e trocas culturais porque no fundo acha que é o melhor.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*