Home / Imigração / Imigração para o Québec: a dica é falar francês para trabalhar e imigrar

Imigração para o Québec: a dica é falar francês para trabalhar e imigrar

Conseguir um bom emprego no Canadá é o objetivo da maioria das pessoas que sonham em imigrar para o país da América do Norte.

– Como conseguir um emprego no Canadá?

Uma reportagem da Exame deste ano (2015) colocou ânimo nos interessados em imigração para o Québec. A matéria divulgava as palestras que o governo do Québec realizou entre Janeiro e Março em grandes cidades brasileiras, como Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Apesar de já ter feito algumas palestras, o interesse do Québec, província com origem francesa, por profissionais brasileiros que trabalham com área de Tecnologia da Informação (TI), Engenharia, Contabilidade, Administração e Marketing continua.

Os profissionais destas áreas conseguem trabalhar no Québec tranquilamente. Claro que recomenda-se falar inglês e francês (pelo menos intermediário-avançado), ter não muito mais do que 35 anos e experiência na área de atuação.

As perspectivas profissionais nestes campos no Québec são as melhores e somente neste ano serão emitidos até 6.300 vistos de trabalho no Québec, além de mais de mil vistos para empresários e empreendedores, que deverão aplicar até Março de 2016.

A Québec realiza frequentemente palestras informativas acerca do processo de imigração para a província, que é um pouco diferente das demais províncias do Canadá. Os eventos são realizado pelo Ministério de Imigração, Diversidade e Inclusão do Québec em diversas cidades do Brasil.

Lembro a época que morei no Canadá (2007-2008), a grande diferença que senti quando me mudei de British Columbia para Montréal, no Québec. O “lado francês” do Canadá parece mesmo ser um outro país.

Olha só este vídeo da época que morei em Montréal:

Era o Carnival Du Québec e uma dupla de RAP estava se apresentando. A batida é bem legal. Eu curto Hip Hop pra caramba. A letra exalta a cultura do Québec e defende a província como país. É a causa deles. E isso tem dois lados.

Há grupos que defendem a separação da província do restante do Canadá. Há, inclusive, radicais xenofóbicos. Por sorte são uma minoria rara. O povo francofono, em sua grande maioria, é muito cordial e hospitaleiro.

Fiz bons amigos quebecóises, quase todos eram contra a independência do Québec em relação ao resto do Canadá. É algo como o que a Catherine colocou nas dicas que deu no post Qual cidade do Canadá escolher para viver?

Eu adorei Montréal e voltaria a viver lá facilmente. Tabarnak du Calice! Tem coisas que só deste lado do Canadá mesmo… =)

Como conseguir imigrar para o Québec?

Acredito que o principal requisito para conseguir imigrar para o Québec é o domínio do idioma francês. Como relatei acima, a população de cidades como Montréal, Quebéc, Tróis Rivieres, Drummond, etc. são majoritariamente de origem francesa e possuem outros costumes e cultura.

Falar francês fluente é essencial para conseguir um emprego no Québec. Muitas empresas exigem que os funcionários/colaboradores falem francês em todos os canais de comunicação da companhia.

– Como conseguir um emprego no Canadá?

Há cerca de 2 anos, por exemplo, em 2013, a província do Québec fez várias alterações em relação ao uso oficial do idioma francês nas empresas de Montréal. O artigo do Times (em inglês) relata um pouco sobre esta questão da guerra de idiomas que ocorre no Canadá.

A própria reportagem já citada da Exame reproduz fala do ministro do Québec, dizendo que “Se o profissional não fala francês, ele não vai conseguir um emprego qualificado”.

– Estudar e trabalhar no Canadá

Francês para brasileiros

A grande vantagem para os brasileiros que pensam em imigrar para o Québec é justamente o idioma francês. Eu percebi isso durante o meu curso de francês em Montréal. Foi fácil aprender. Em 3 meses já conseguia manter diálogos e até discussões mais aprofundadas sobre temas diversos.

É mais fácil aprender francês quando já se fala português. As línguas são próximas e o nosso sotaque é bem visto. Aliás, brasileiros são ótimos para falar idiomas, tanto quanto francês, inglês, espanhol, italiano e alemão.

Para algumas áreas específicas, como empregos em TI, que os profissionais brasileiros têm muitos indianos concorrendo para a vaga, falar melhor francês pode ser a chave do sucesso para conseguir o trabalho no Québec.

Experiência profissional conta

Um ponto importante na questão da imigração para o Québec é a formação e a experiência profissional que os brasileiros levam ao ambiente de trabalho.

As empresas canadenses também gosta de levar ao ambiente de trabalho a criatividade, determinação e intensidade da força de trabalho e inteligência estratégica do brasileiro. O nosso background é cerceado de uma diversidade que os jovens canadenses não vivenciam.

Além do Brasil ter boas universidades, muitos diplomas não necessitam de revalidação. Recomendo a leitura do post profissões em demanda no Canadá. Há uma tabela no artigo com todas as profissões não regulamentadas no Canadá, ou seja, as profissões que não precisam de revalidação de diploma. (Infelizmente não é o caso de Arquitetura, o que seria ótimo para a Jo).

Profissões em demanda

De fato existe uma lista com determinadas profissões em demanda no Canadá, em especial na área médica, enfermagem, odontologia, economia, administração, marketing e TI. Contudo, se você tiver um conhecimento avançado no idioma francês e independentemente de alguma especialização em área de demanda, é possível candidatar-se para imigrar para o Québec a qualquer momento entre 2015 e 2016.

– Verifique o calendário com as palestras GRATUITAS sobre o processo de imigração para o Québec

Claro que se você falar francês, tiver formação em alguma profissão em demanda (uma lista é publicada a cada 2 anos), as suas chances são maiores em conseguir um bom emprego, mas nada impede que mesmo começando do zero você venha ter oportunidades de crescimento profissional.

As profissões da vez são das áreas de Engenharia, Tecnologia e Computação. Quem é formado em Engenharia Aeronáutica, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia de Alimentos, Engenharia Mecânica e Engenharia de Software têm chances reais de conseguir um bom emprego e ótimo salário.

Os salários no Québec para profissionais com boa qualificação e formação profissional é bem legal. Segundo a reportagem da Exame, o salário mínimo é de pouco mais de 10 dólares canadenses por hora, com um salário anual de cerca de 40 mil dólares. Já as jornadas de trabalho variam entre 35 e 40 horas por semana. As férias são curtas, apenas 2 semanas por ano, e não tem 13.º salário.

Visto de residente permanente e imigração

O processo para tirar o visto de residente permanente é demorado. Leva-se em média 2 anos e meio, segundo o próprio ministério da imigração.

Antes de conseguir o visto canadense, os candidatos à residência permanente passam pela avaliação do governo do Québec e do governo federal canadense.

Entrevista com imigração do Québec

A primeira fase é uma avaliação de cunho pessoal e profissional. É um sistema que determina uma pontuação para o indivíduo, casal ou sua família toda.

Nesta fase são avaliados o nível de conhecimento da língua francesa, qual profissão do(s) requerente(s), experiência profissional, idade e outras dezenas de itens que pontuam no programa de seleção do Québec.

Os candidatos que obtém a pontuação mínima são certificados com o CSQ – Certificat de Sélection Du Quebec, que garante o acesso  à cursos virtuais sobre a cultura quebecoise e redes para contatos e ofertas de emprego.

Eu posso imigrar para o Québec?

O site oficial da imigração do Québec possui um teste online que avalia as chances de um candidato ter sucesso no processo de imigração.

Faça o teste e meça o quão perto pode estar este sonho de morar no Canadá.

Caso prefira tentar imigrar para outras províncias no Canadá, você poderá tentar o novo processo do Express Entry.

12 comments

  1. Boa tarde, tenho grande interesse em morar e trabalhar no Canadá, acho que é um país muito organizado, rico em cultura e socialmente um ótimo lugar para ampliar os estudos,constituir família e ver seus filhos crescerem .Tenho 41 anos, sou casado e tenho um filho de 6 anos. Possuo experiência em diversas áreas entre elas a de motorista e eletricista com formação em curso técnico, trabalhei como instrutor de auto escola, pintor residencial, serviços em construção civil e tenho brevê de piloto privado de avião. Tenho inglês básico, mas, pretendo me aprimorar na língua e já estou buscando um curso de francês.
    Sou uma pessoa autodidata e sou capaz de atuar em diversas áreas, trabalho bem em equipe, gosto sempre de aprender coisas novas e compartilhar meus conhecimentos.
    Gostaria de saber se com as minhas qualificações conseguiria ingressar no mercado de trabalho em algum província do Canadá?

    • Amigo Marcelo, capricha no francês. Vc tem 1 filho menor de 13 anos isso conta bastante. Experiência nos últimos 5 anos tbm. Acredito que se vc conseguir o francês em nível avançado conseguirá sim.
      Boa sorte e bons estudos!

  2. Olá; tenho formação em medicina, com muita experiência em atendimento de emergência, tendo trabalhado em 45 hospitais nesta área em15 anos. Tenho também formação em radiologia ( ultra sonografia ). Não tenho domínio da língua francesa, tendo somente o básico. Faço uso de cadeira de rodas, originado por acidente de trabalho na época em que trabalhava como policial militar, tendo sido assim aposentado neste serviço. Tenho pretensões de imigrar para um país que ofereça acessibilidade para exercer minha atividade de médico, no que infelizmente não disponho aqui no Brasil. Como devo proceder ? Teria essa possibilidade ?

  3. I Wish I Live Not Quebec

  4. Olá, tenho interesse de morar e trabalhar no canada, tenho 10 anos de experiencia no mercado em gestão de negocios, pessoas e logistica, tenho ingles intermediario-avançado e sou solteiro. Como devo proceder para me candidatar a vagas em Quebec?

  5. Robson Silva da Cruz

    Tenho 49 (quarenta e nove) anos de idade, sou Oficial da Reserva da Polícia Militar do Estado de São Paulo (Major).
    Tenho habilidades em lutas marciais, serviços domésticos, manutenções em geral, condução de veículos, serviços de segurança, escolta e vigilância, etc…
    Não domino o inglês e nem o francês, porém tem muita facilidade em qualquer tipo de aprendizado.
    Gostaria de oportunidade pelo período inicial de 01 (um) ano.

  6. Marcelo Linardi Machado

    Me chamo Marcelo, quero muito imigrar para QUEBEC, tenho cidadania italiana, tenho uma família com um filho de 3 anos e meio tenho somente o 2° grau. Tenho 46 anos e minha esposa 34 anos e ela tem também o 2°grau. Morei na Itália e desempenhei várias profissões e atualmente tenho um táxi em BH. Vou na palestra do dia 16/03/2016 aqui em BH. Quero saber se pelo meu humilde perfil poderei ser selecionado?

    Grato

    Cordiais saudações

    Marcelo

  7. Bom dia

    Tenho 34 anos e neu marido 36. Temos 1 filho de 2 anos. Sou formada em turismo e tenho mt experiencia na área mas hoje sou bancária. É uma boa área de emprego? Meu marido é administrador e tem especialização em logística e mais de 10 anos de experiência na area.
    Estamos começando curso de francês. Onde encontro informações sobre o processo? Não achei palestra em salvador.

  8. lucilene tavares da silva

    ola sou tecnica de enfermagem quero ir para o canada mesmo que seja para trabalhar em outras areas mas nao falo frances ….gostaria de saber se tenho condiçoes de ir trabalhar n canada….
    soube de informaçoes que a embaixada d canada leva tecnicos que nao falam frances ;que ficam la por 3 meses com estadia e alimentaçao gratis …para aprender frances se caso o profissional aprender ele fica trabalhando principalmente na area de saude

  9. Olá, Tenho muito interesse em imigrar para o quebec. Tenho 22 anos, tenho curso técnico em mecanica industrial, solteiro,ja fiz intercambio de 1 mês em toronto, inglês intermediário e estou começando o francês. após o termino do curso de francês terei chances de uma possivel imigração?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*